AATT_EM2015

Os AND ALSO THE TREES formaram-se em Inglaterra, em 1979 e são, provavelmente, os últimos sobreviventes e os legítimos herdeiros do espírito neo-romântico da geração pós-punk. A sua música melancólica, profunda e aveludada, é tecida a partir do dedilhado de guitarra único e característico de Justin Jones, ao mesmo tempo que é beijada pela voz incomparável e com alma dentro de seu irmão Simon Huw Jones. De resto, a sonoridade sorumbática do grupo, cujo primeiro álbum foi produzido em 1983 por Laurence Tolhurst (à data, baterista dos The Cure) completa-se com a intervenção de Steven Burrows, Paul Hill, Ian Jenkins e Emer Brizzolara. Curiosamente, a relação com os The Cure não foi episódica. Robert Smith, fã confesso dos AND ALSO THE TREES, tem seguido a carreira e obra da banda, materializada em dezena e meia de álbuns. Em dezembro de 2014, os The Cure voltaram a convidar os AND ALSO THE TREES para abrir mais um dos seus espectáculos, 30 anos depois de o terem feito pela primeira vez. O universo do grupo da pequena localidade de Worcestershire, inspirado nas paisagens e no ambiente rural que os circunda, transforma-se num imaginário lírico rico e elaborado, dando origem a um vasto espólio de canções que tanto apraz os fãs de Joy Division, Bauhaus e Chameleons, como delicia os de Crime And The City Solution, Tindersticks ou Nick Cave And The Bad Seeds. Os AND ALSO THE TREES regressam de novo a Leiria, cinco anos depois de o terem feito, em exclusivo e pela primeira no nosso país (então num dos episódios do FADEINFESTIVAL 2010), mas desta vez para tocarem mais perto do céu… 

VIDEOS

dialogue

live in mâcon, burgundy, france (full concert)

beautiful silence

mary of the woods


LENE LOVICH é um ícone incontornável da new-wave dos anos 80 e uma figura de imagem e obra mundialmente reconhecidas. Nascida em Detroit, nos Estados Unidos, Lili Marlene Premilovich (de seu verdadeiro nome) mudou-se ainda jovem para Londres, fazendo de Inglaterra a sua pátria adoptada. Autora de um número impressionante de êxitos, alguns dos quais, como por exemplo, “Lucky Number”, a figurar nos tops de muitos países europeus, LENE LOVICH construiu um universo sonoro peculiar, fazendo uma miscigenação pop polvilhada de infuências derivadas do rock, do raggae, do ska e da synth-pop. Mas é a sua voz particularmente característica, onde se reconhecem claros trejeitos teatrais, que lhe conferem uma identidade única. De resto, não foi por acaso que outros grandes nomes mundiais quiseram, ao longo dos anos, a colaboração desta senhora de visual extravagante e exótico: Tom Verlaine (Television), Thomas Dolby, Nina Hagen, The Residents, Peter Hammil (Van Der Graaf Generator), Hawkwind ou Dresden Dolls, só para citar alguns. No ENTREMURALHAS 2015, em pleno Castelo de Leiria, LENE LOVICH será acompanhada pela sua BAND constituída por Jude Rawlins (guitarra), Kirsten Morrison (teclas), Valkyrie (baixo) e por Morgan King (bateria), num concerto que, certamente, nos vai pôr todos a dançar ao som de emblemáticos temas como Bird Song, New Toy, Monkey Talk, Angels, The Night, Home, It’s Only You e, claro, Lucky Number. Será, sem qualquer dúvida, histórico...

VIDEOS

little bird

lucky number

angels

it’s you, only you

KELUAR_EM2015

KELUAR é a nova aventura sonora de Alison Lewis (também conhecida por Zoè Zanias), a londrina que dava voz aos extintos Linea Aspera (um dos grandes nomes da cena synth-minimal-wave revivalista europeia) e de Jonas Förster (também conhecido como Sid Lamar), multifacetado músico e produtor, e membro proeminente dos germânicos Schwefelgelb. O background da dupla envolvida em KELUAR tende-nos, facilmente, a estabelecer comparações com os trabalhos desenvolvidos anteriormente, mas desengane-se quem pense encontrar aqui qualquer tipo de continuidade. KELUAR representa uma ruptura. Os resquícios de Linea Aspera não passam disso mesmo… resquícios. A curva deu-se em direcção ao ocaso, por isso, no universo dos KELUAR a luz é muito pouca. Os ritmos são minimalistas e as melodias frias e distantes. A voz é atirada ao vento, como uma brisa que beija ao de leve, aparentemente desinteressada mas, paradoxalmente, marcante. Aqui e ali lembram-nos a de Zola Jesus, mas a voz de Zoè, apesar da sua aura gélida, consegue (imagine-se!) ser mais quente que a de Nika Danilova. De resto, no território desbravado pelos KELUAR encontramos também uma área demarcada reservada a um certo conceito exploratório, como se a banda procurasse, dentro das (afinal) claras referências que os circundam, uma escapatória em direcção a uma sonoridade cada vez mais personalizada e única. A estreia da banda em Portugal no ENTREMURALHAS 2015 aguarda-se, pois, com elevada expectativa.

VIDEOS

rivers

rupture

vitreum

ASH CODE_EM2015

Os italianos ASH CODE são uma das grandes revelações da cena coldwave/darkwave-postpunk europeia. Formada em Nápoles, em Janeiro de 2014, a banda precisou apenas de alguns meses para compor os temas de “Oblivion”, álbum lançado logo a seguir ao primeiro verão da sua existência. E tem sido com esse disco que os ASH CODE têm conquistado rapidamente fãs e crítica especializada, que não lhes poupa os mais rasgados elogios. A Peek-a-Boo, por exemplo, escreve o seguinte: “Ash Code have successfully managed to blend the cold despair of the postpunk of the early eighties, with modern catchy sounds, and deliver with ‘Oblivion’ one of the best darkwave albums of the year”. Já a reputada Sonic Seducer parece surpreendida com os predicados da banda: “It remains mysterious how just a release produced in Italian summer is able to create such a terrific end of days atmosphere…”. A presença dos ASH CODE no ENTREMURALHAS 2015 fará as delícias dos apreciadores de bandas como She Past Away, The Soft Moon ou She Wants Revenge, e mostra que a FADE IN continua empenhada em ter no seu currículo alguns dos melhores “espécimes” da música de manto negro…

VIDEOS

dry your eyes

oblivion

empty room

Filete

MAIS BANDAS A ANUNCIAR EM BREVE

MORE BANDS TO BE ANNOUCED SOON

Info: fadein@fadeinfestival.com

Filete

Follow

Get every new post delivered to your Inbox.

Join 95 other followers